Titulares 3 x 0 Azulão

São Paulo bate Azulão e é aprovado em teste pré-Libertadores

Luiz Ricardo Fini – Barueri (SP)

Na noite em que Ricardo Gomes escalou a equipe considerada titular, o São Paulo mostrou que está em evolução para a estreia na Copa Libertadores da América. Com atuação de destaque da dupla formada por Dagoberto e Washington, o Tricolor venceu o São Caetano por 3 a 0, nesta quarta-feira, pelo Campeonato Paulista.

Novamente na Arena Barueri, já que o Morumbi está alugado para o show da cantora Beyoncé, o time de Ricardo Gomes exibiu força na troca de passes e abriu vantagem no placar ainda no primeiro tempo, com um gol de cada atacante. Apesar de ter levado sustos na etapa complementar, o time mandante definiu o jogo com belo chute de Hernanes.

Com o resultado, o São Paulo chegou à vice-liderança do Estadual, com 11 pontos, dois a menos que o líder Botafogo. Já o São Caetano aparece em nono na classificação, com oito.

No domingo, mais uma vez na Arena Barueri, o Tricolor terá seu último teste antes da estreia na Libertadores: clássico contra o Santos. Depois do jogo contra o rival, a equipe de Ricardo Gomes duelará no torneio continental com o Monterrey, do México.

Sem pontaria: A facilidade que encontrou para chegar à área do São Caetano não foi suficiente para o São Paulo abrir o placar nos primeiros minutos de jogo. Em um ritmo acelerado, a equipe de Ricardo Gomes começou mais ofensiva, mas sem pontaria. Logo aos dois minutos, Marcelinho Paraíba cruzou da esquerda e contou com uma furada da zaga para a bola chegar a Washington, que protegeu na marca do pênalti e finalizou rente à trave.

Na jogada seguinte, Jean chegou com liberdade pela direita e completou de primeira, mas para fora. Em outra tentativa, Washington recebeu na meia-lua com liberdade e falhou na conclusão. Aos poucos, o Azulão tentou acertar sua defesa, para encontrar também tranquilidade para avançar.

Mas o time de Antônio Carlos esbarrou no mesmo problema do Tricolor: os erros nas finalizações. Depois de boa troca de passes, Éverton Ribeiro saiu livre na área, mas, em vez de bater, preferiu arriscar o cruzamento, que parou no peito de Miranda. Jairo, por sua vez, mostrou que não tem medo de chutar, mas a iniciativa da intermediaria passou sem perigo para Rogério Ceni.

Ataque tricolor em alta: Justamente no momento em que a torcida tricolor deu seus primeiros sinais de insatisfação, reclamando da troca de passes no meio-campo, o São Paulo abriu o placar. Aos 24, Dagoberto fez jogada individual pela esquerda e mandou rasteiro no meio da área, onde Washington dominou e rapidamente finalizou com força para estufar as redes, longe do alcance de Luiz.

Depois do gol, o Azulão se sentiu na obrigação de buscar o ataque, principalmente nos pés de Hugo, que chutou da intermediária, mas para fora. No lance seguinte, o camisa 9 encontrou espaço na zaga tricolor dentro da área e concluiu com força, exigindo excelente defesa de Rogério Ceni.

Instantes depois, Luciano Mandi também levou perigo à meta de Ceni, com uma batida da entrada da área. Mas, ao se lançar ao ataque, o Azulão cometeu o erro de não se preocupar com os contragolpes. E o Tricolor exibiu mais uma vez a sintonia de seus atacantes para dar uma resposta fulminante aos 36 minutos. Diante da defesa desorganizada, Dagoberto avançou com velocidade e abriu na direita para Washington, que devolveu na área para o camisa 25 só empurrar para as redes.

Com a vantagem no placar, o técnico Ricardo Gomes alterou o time no intervalo, promovendo a estreia de Cléber Santana na vaga de Renato Silva. Com isso, Richarlyson passou a atuar improvisado como um terceiro zagueiro.

Depois de uma tabela frustrada de Dagoberto e Washington, o São Caetano conseguiu esboçar perigo. Uma boa troca de passes resultou na entrada livre de Hugo na área, mas o atacante bateu para fora. Na resposta tricolor, o Coração Valente apareceu livre de frente para a área e chutou fraco, facilitando para Luiz.

O técnico Antônio Carlos, então, tratou de abrir sua equipe, tirando o volante Romário para a entrada do atacante Eduardo. Já no São Paulo, Ricardo Gomes substituiu Marcelinho Paraíba, aplaudido, por Léo Lima.

Abandonando seu estilo de jogo dos últimos anos, que priorizava as bolas aéreas, o Tricolor seguiu perigoso nas trocas de passes. Dagoberto rolou na direita para Jean, que cruzou na medida para Washington, mas Luiz conseguiu defender o cabeceio do Coração Valente.

Sem criar jogadas de perigo, o Azulão só teve boa oportunidade em um lance de Xandão, que tentou tirar de cabeça e quase marcou gol contra, carimbando o travessão. Nos minutos finais, Wanderley finalizou com perigo e viu Rogério Ceni se esticar para salvar o Tricolor.

No entanto, a torcida tricolor se recuperou do susto e teve mais um motivo para comemorar. Aos 44, Hernanes soltou um foguete de fora da área e deu números finais ao placar.

fonte: http://www.gazetaesportiva.net/nota/2010/02/03/620879.html
Anúncios

Deixe um comentário

Nenhum comentário ainda.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s