Vitória pra espantar “má fase”

http://espnbrasil.terra.com.br/saopaulo/noticia/116527_SAO+PAULO+VENCE+ONCE+CALDAS+E+SE+CLASSIFICA+NA+LIDERANCA+DO+GRUPO+2

Com o Morumbi cheio, o São Paulo ganhou do Once Caldas por 1 a 0, nesta quarta-feira, e conseguiu se classificar às oitavas de final da Libertadores na liderança do grupo 2.

Fernandinho marcou o gol que garantiu a classificação e a liderança ao São Paulo

Fernandinho marcou o gol que garantiu a classificação e a liderança ao São Paulo
Crédito da imagem: Reuters

O gol da vitória do time tricolor foi marcado por Fernandinho, substituto do insatisfeito Washington entre os titulares, no final do primeiro tempo de jogo.

Com o resultado, o São Paulo alcançou 13 pontos, dois à frente da equipe colombiana. Os dois times estão na próxima fase. Na outra partida da chave, o Nacional-PAR venceu o Monterrey por 2 a 0.

O jogo

Para espantar a crise e acabar com a desconfiança da torcida, o São Paulo apostou na velocidade para furar o bloqueio dos visitantes. Com o retorno de Marlos, que chamou a responsabilidade desde o início do duelo, o Tricolor levou perigo nos primeiros instantes. Logo aos dois minutos, Fernandinho ganhou a bola pela esquerda, avançou até a linha de fundo e cruzou para Dagoberto, que se antecipou à defesa para cabecear perto do gol.

No lance seguinte, Marlos carregou a bola pela intermediária e encontrou o momento certo para tocar na área, onde apareceu Jorge Wagner, que ajeitou de cabeça para Dagoberto, mas, mesmo livre, o atacante furou de frente para o goleiro. Com a disposição de se fechar atrás, o Once Caldas concentrou seus contragolpes nos pés de Dayro Moreno, que recebeu atrás da zaga com liberdade e cabeceou para fora, assustando Rogério Ceni.

Depois dos avanços iniciais, o time colombiano tratou de fechar o meio-campo para diminuir os sustos atrás. O Tricolor, por sua vez, parou em algumas faltas dos adversários e encontrou dificuldades para criar novamente perigo, mesmo com mais domínio de bola. Assim, o time de Ricardo Gomes só voltou a ter oportunidade aos 30 minutos, em cobrança de falta de Hernanes, que obrigou o goleiro Luis Martínez a se esticar para defender.

Quando a torcida tricolor começou a pedir a entrada de Washington, o time conseguiu abrir o placar. Aos 40, Dagoberto tocou na área para Marlos, que ganhou na raça de Henríquez e saiu de frente para o goleiro. Mas o meia-atacante preferiu rolar para Fernandinho, que chegou livre para concluir e abrir a contagem.

O Once Caldas voltou com uma disposição diferente para a etapa complementar, com Cárdenas na vaga de Pérez. O time colombiano concentrou as jogadas em seu sistema ofensivo e quase calou o Morumbi em um chute de primeira de Dayro Moreno, exigindo ótima defesa de Rogério Ceni.

Ao observar a busca dos visitantes por jogadas ofensivas, Ricardo Gomes decidiu fechar o meio-campo, tirando Fernandinho para a entrada de Jean. A torcida ficou inconformada com a alteração e vaiou o treinador, que foi chamado de ‘burro’ por parte dos fãs.

A substituição chamou ainda mais o Once Caldas para a pressão contra os donos da casa. Depois de cobrança de escanteio, Castrillón subiu sozinho para cabecear na trave. No lance seguinte, Rogério Ceni fez boa defesa em cobrança de falta do adversário. A torcida seguiu descontente, e Gomes fez nova alteração. Aplaudido, Washington entrou no lugar de Jorge Wagner.

O São Paulo voltou a se arriscar na frente, mas ainda levou sustos com os avanços perigosos do Once Caldas, que não conseguiu evitar a derrota.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 1 X 0 ONCE CALDAS

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 21 de abril de 2010, quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Diego Hernán Abal (da Argentina)
Assistentes: Ariel Fernando Bustos e Diego Pablo Romero (ambos da Argentina)
Cartões amarelos: Jorge Wagner e Richarlyson (São Paulo). Dayro Moreno (Once Caldas)
Público: 50.461 pagantes
Renda: R$ 1.502.694,57
GOL: SÃO PAULO: Fernandinho, aos 40 minutos do primeiro tempo

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Cicinho, Alex Silva, Miranda e Richarlyson; Rodrigo Souto, Hernanes (Cléber Santana), Jorge Wagner (Washington) e Marlos; Dagoberto e Fernandinho (Jean)
Técnico: Ricardo Gomes

ONCE CALDAS: Luis Martínez; Luis Núñez, Oswaldo Vizcarrondo, Alexis Henríquez e Iván Vélez; Diego Arias, Jhon Valencia, Dayron Pérez (Cárdenas) e Jaime Castrillón (Amaya); Danny Santoya (Uribe) e Dayro Moreno
Técnico: Juan Carlos Osorio

Comentários de Torcedor: Libertadores 2010

Eu e meu pai, antes do jogo estávamos falando o quanto o jogo seria, se seria fácil, o porque tantos times mexicanos lutam para chegar à sonhada Libertadores da América e depois colocam time reserva… enfim…
Começou o jogo e o São Paulo meio que fez o que é mais certo… estrear com empate e derrota na Libertadores… era o que tava pintando…
O Time mexicano, apesar de reservas, toca muito bem a bola… o técnico deles já havia dito que um empate estaria bom pra eles, mas quase isso não aconteceu… Não por méritos do São Paulo… é que para variar, o São Paulo deixou os caras gostarem do jogo, virem pra cima… se não fosse a zaga… estaríamos perdidos…
Mas.. o W9, sempre salvador, muito criticado… e sarreado por um jornalista que tomou uma invertida, marcou o primeiro… o que deixou o São Paulo mais tranquilo.
Quando acaba o primeiro tempo um repórter chega ao Washington e diz: Ganhou um gol de presente?”
Ele responde: “Não entendi? Como é?”
O reporter diz: “O gol foi contra… ou você chutou a bola!?”
Gostei da resposta do W9: “Se eu não tivesse chutado a bola não teria entrado”
Tome jegue! Reporter do caramba! Corinthiano!
O Segundo tempo foi mais tranquilo, mas marcação… melhorou muito mesmo… e o W9 marcou mais um.
Bom… voltando ao jogo… e jogadores:
Rogério Ceni: assistiu em partes o jogo, cobrou uma boa falta que foi defendida, tava tranquilo.
Renato Silva:  firme na marcação, ajudado pela cobertura do Xandão
Xandão: foi mais uma vez quem surpreendeu… joga fácil.
Miranda: O que falar do Homem de Gelo? O cara merece ir à seleção sim!
Jean: Não vi muitos lances dele na partida toda, aliás, o meio campo no primeiro tempo tava meio perdido.
Jorge Wagner: Sempre gosto de ver o futebol desse cara… jogou contundido quase que o primeiro tempo todo e ainda voltou para o segundo.
Richarlysson: Nunca vi errar tantos passes, será que foi pela hostilização da torcida? Que eu contei… errou 9.
Hernanes: Driblador, infernizou os mexicanos, sofreu falta e tomou amarelo porque o juiz interpretoucomo cera… pára… o cara humilhou… jogou pacas!
Cléber Santana: Não sente nada de jogar no São Paulo, parece que está no time a mais de 2 anos… cara frio e ótimo jogador… tem futuro!
Marcelinho Paraíba: Meu Deus… reclamou que queria bola no pé, não jogou metade do que o consagrou anteriormente… afff… falta que o Dagol faz…
Washington: O cara foi monstruoso na partida.. jogou sozinho no ataque… marcou 2…ajudou no meio, na defesa… enfim… méritos para o coração valente.
Leo Lima: entrou só para ganhar o bicho… mas enalteceu que é importante entrar…
Marlos: Não mostrou muito também porque jogou pouco, mas melhor que marcelinho 10000000 de vezez.
Cicinho: O cara chegou pela manhã, treinou e foi para o jogo! eita cara marrudo! E a câmera focalizou ele, que mostrou o simbolo da camisa tricolor e enalteceu o simbolo… como disse.. estava voltando para casa! Jogou pouco, mas tentou mostrar serviço…. isso éo que vale… entrou no lugar do Rick… que tava mals pacas.
É isso… agora é carnaval… sábado contra o Ituano… vamos treinar…