É hoje! Once Caldas x São Paulo

fonte: http://espnbrasil.terra.com.br/saopaulo/noticia/105048_SEM+RICARDO+GOMES+SAO+PAULO+LUTA+POR+LIDERANCA+ANTE+ALGOZ+ONCE+CALDAS

Como se não bastasse o impacto da derrota no clássico contra o Palmeiras, o São Paulo tem um problema ainda maior para seu próximo jogo na Copa Libertadores da América. Depois de sofrer uma leve alteração vascular cerebral, o técnico Ricardo Gomes está afastado dos trabalhos e deixará o time sob o comando interino de Milton Cruz no duelo com o algoz Once Caldas, na noite desta quinta-feira, na Colômbia.

ACOMPANHE A PARTIDA NO ESPN.COM.BR/TEMPOREAL

Com o desfalque pouco comum do treinador, o elenco tenta se reerguer para derrotar a equipe colombiana, que também luta pela liderança do grupo 2 do torneio continental.

“O adversário venceu uma partida fora e já esperávamos um jogo dificílimo. As últimas coisas complicaram um pouco mais, mas temos que estar juntos, pois este vai ser o remédio na busca pela vitória”, receitou o meio-campista Hernanes.

playClique para assistir ao vídeo

Richarlysin prevê dificuldades para o São Paulo na Colômbia

O também meio-campista Richarlyson prevê dificuldades para a equipe diante do rival, campeão da competição em 2004. “A gente sabe do poder que o Once Caldas tem dentro do seu estádio, dentro da sua cidade, então vamos esperar uma dificuldade enorme, mas estamos prontos para tentar os três pontos”.

E os problemas vão além. Como cada clube só pôde inscrever 25 atletas no torneio, o desfalque de vários jogadores obrigou o treinador interino a relacionar Alex Silva e Rodrigo Souto, que, apesar de liberados pelos médicos, ainda não estão com o condicionamento físico ideal.

Mesmo com os percalços, Milton Cruz tem a confiança de que o São Paulo apresenta condições de vencer o clube colombiano. “Na Libertadores, teoricamente não é ruim empatar fora de casa. Mas o São Paulo sempre joga em função de vitória e nunca pensou em sair para empatar. Vamos para ganhar o jogo”.

O Once Caldas, porém, não traz boas recordações aos tricolores, já que eliminou a equipe brasileira na semifinal da edição de 2004, quando se sagrou campeão. Rogério Ceni e Cicinho estavam naquele duelo e esperam a revanche nesta quinta-feira.

“Tenho a expectativa de recuperar parte do que perdi há seis anos. Aquela partida também não daria título, pois ainda teríamos de jogar uma final. Mas, hoje, com um time mais completo, temos merecimento maior de conseguir uma vitória”, analisou o capitão são-paulino.

Apesar de ter recebido carta branca de Ricardo Gomes para montar o time, Milton Cruz não deve promover muitas alterações. A única mudança será para suprir a ausência de Renato Silva, que foi vetado pelo departamento médico. Desta forma, Xandão e Miranda formam a dupla de zaga, e Richarlyson entra para reforçar o meio-campo.

Ainda sem contar com Dagoberto, lesionado, a linha de frente continua com Marcelinho Paraíba e Washington. Nas laterais, a responsabilidade fica com Cicinho e Jorge Wagner.

Ao contrário do São Paulo, o Once Caldas não tem problemas para a partida desta quinta-feira. O clube colombiano defende uma invencibilidade de 19 jogos no estádio Palogrande, em Manizales, que fica a uma altitude de 2.153 metros.

Além disso, o técnico Juan Carlos Osorio planeja promover a reestreia do atacante Dayro Moreno, que volta ao clube em que ganhou projeção depois de passagem pelo futebol da Romênia.

O jogo em Manizales vale a liderança da chave no torneio, já que o São Paulo estreou na Libertadores com triunfo sobre o Monterrey (do México), enquanto o Once Caldas derrotou fora de casa o Nacional (do Paraguai).

FICHA TÉCNICA:
ONCE CALDAS-COL X SÃO PAULO

Local: Estádio Palogrande, em Manizales (Colômbia)
Data: 25 de fevereiro de 2010, quinta-feira
Horário: 21h10 (de Brasília)
Árbitro: Pablo Pozo (CHI)
Assistentes: Patrício Basualto e Francisco Mondria, ambos chilenos

ONCE CALDAS: Luis Martínez; Iván Vélez, Oswaldo Vizcarrondo, Alexis Enríquez e Luis Núñez; Diego Arias, Jaime Castrillón, Dayron Pérez e Fernando Cárdenas; Dayro Moreno e Dany Santoya
Técnico: Juan Carlos Osorio

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Cicinho, Alex Silva, Miranda e Jorge Wagner; Jean, Richarlyson, Hernanes e Cléber Santana; Marcelinho Paraíba e Washington
Técnico: Milton Cruz

Anúncios

Quem paga o pato?

Gomes sabe “quem paga o pato” em caso de eliminação

Luiz Ricardo Fini – São Paulo (SP)

As eliminações do São Paulo nas recentes edições da Copa Libertadores geraram uma forte pressão sobre o então técnico Muricy Ramalho, que foi demitido justamente depois da queda no torneio continental de 2009. Por isso, mesmo sem pensar na hipótese de um fracasso, o atual comandante tricolor, Ricardo Gomes, sabe a pressão que enfrentará no torneio.

“Claro que o torcedor está esperando pela Libertadores e, quando não tem resultado, quem paga o pato? O peso vem da história e das conquistas. Isso acontece em todos os clubes. Aqui, não pode ser diferente”, afirmou.

O presidente Juvenal Juvêncio já deixou claro que, em função da série de contratações para a temporada, haverá uma cobrança grande por uma boa campanha no torneio continental.

“Eu aceito (a cobrança), não tem problema nenhum. Ninguém acreditava que o São Paulo se classificaria para a Libertadores. Se ele quiser aumentar a responsabilidade, pode contratar mais”, sorriu, antes de elogiar. “Temos ainda Alex Silva, Fernandinho e Rodrigo Souto. Principalmente pela forma de jogar, o Fernandinho será importante, pois vai deixar o time mais rápido. Sem contar o Cicinho”.

O treinador está confiante no trabalho que vem realizando na temporada. O único fator a ser lamentado é a lesão de Dagoberto, que ficará três semanas no departamento médico.

“O time chega como eu queria, sendo que o único acidente no meio do caminho foi o Dagoberto. Foi uma falha mecânica, mas isso acontece. O importante é que conseguimos dar sequência de jogos aos atletas”, finalizou.

fonte: http://www.gazetaesportiva.net/nota/2010/02/10/621785.html

Tabelas dos Campeonatos

Estou disponibilizando aqui a tabela da Copa Toyota Libertadores 2010!

Clique no símbolo ou escolha no menu!