São Paulo fecha parceria com Figueirense

fonte: http://www.gazetaesportiva.net/nota/2010/04/26/633230.html
Florianópolis (SC)

O Figueirense anunciou oficialmente, neste domingo, que firmou uma parceria com o São Paulo Futebol Clube. No acordo, o time de Santa Catarina deve receber jogadores que não serão utilizados pelo Tricolor, além de uma melhora no departamento de futebol do Figueira.

Um dos grandes responsáveis para o acordo acontecer foi o diretor do São Paulo, Marco Aurélio Cunha, que já trabalhou na diretoria do clube de Florianópolis e ainda atua como consultor para o alvinegro.

Como principal homem da parceria, Marco Aurélio trabalharia muito para convencer atletas que não estão sendo aproveitados no São Paulo a irem para Santa Catarina ganhar oportunidades de jogar e serem mais valorizados, ajudando o Figueirense a voltar à Série A do Brasileirão, grande objetivo do clube.

“O São Paulo tem uma grande estrutura e todos a conhecem. Com a parceria, vamos implantar uma gestão profissional no nosso futebol”, afirmou o presidente do Figueira, Nelson Lodetti, ao anunciar o acordo entre as duas equipes.

O Figueirense ainda deve anunciar alguns reforços antes da estreia da equipe na Série B, que será realizada no dia 8 de maio, quando o time vai a São Caetano, enfrentar o Azulão no Anacleto Campanella.

Jogadores do São Paulo comemoram vantagem de decidir quase todas em casa

fonte: http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Times/Sao_Paulo/0,,MUL1577627-9875,00.html

Com a segunda melhor campanha da Libertadores, o São Paulo tem a vantagem de decidir todos os jogos do mata-mata em casa, menos contra o Corinthians, que ficou em primeiro na classificação geral. O adversário das oitavas de final é o Universitario, e o duelo de ida é nesta quarta-feira, às 19h30, em Lima. O fato de poder resolver em casa contra quase todo mundo é valorizado pelos jogadores do Tricolor.

– Vejo vantagem de poder fazer a segunda partida em casa e administrar
fora o primeiro jogo. Tivemos uma eliminação contra o Cruzeiro nestes moldes na Libertadores passada, que serviu de lição. O momento hoje é diferente, estamos mais experientes e vividos – ressaltou Jorge Wagner, lembrando a queda são-paulina diante do Cruzeiro nas quartas.

Cicinho também comemora a possibilidade de resolver a classificação em casa, principalmente por ter o apoio do torcedor. Na partida contra o Once Caldas, a última da fase de classificação, mais de 50 mil pessoas estiveram no Morumbi, e o Tricolor venceu por 1 a 0.

– Vimos o torcedor lotando o Morumbi e o visitante se intimidando. Tínhamos feito três jogos contra o Once Caldas na história e nunca havíamos vencido, e no Morumbi mudamos a história. Lá o São Paulo é muito forte. Nós nos motivamos com o torcedor gritando, incentivando. Conhecemos o campo centímetro por centímetro – acrescentou o lateral.