Torcida x Arquibancada Azul

fonte: http://espnbrasil.terra.com.br/saopaulo/noticia/102554_RICHARLYSON+RACHA+TORCIDA+E+CRIA+DUELO+ORGANIZADA+X+AZUL+NO+MORUMBI

Richarlyson racha torcida e cria duelo ‘organizada’ x ‘azul’ no Morumbi

por ESPN.com.br

Antes mesmo de a bola rolar no Morumbi na partida que o São Paulo venceria o Monterrey, do México, por 2 a 1 na estreia de ambos na Libertadores da América, torcedores do clube travaram na arquibancada um verdadeiro duelo. Verbal. O motivo das hostilidades: o meio-campista Richarlyson.

Leia e ouça mais:
ÁUDIO: Na reestreia de Cicinho, São Paulo debuta na Libertadores com vitória sobre Monterrey
Blog do Paulo Calçade: São Paulo: jogo ruim, resultado bom
ÁUDIO: Cléber Santana admite desentrosamento e diz que importante é a vitória
“Inacreditável”, Cicinho já ganha a confiança do técnico Ricardo Gomes

Como já acontece há algum tempo, a Independente, principal grupo organizado tricolor, não gritou o nome do atleta antes do início da partida. O ritual é normal. Indignada, a maior parte da torcida são-paulina presente no estádio, na área denominada azul, tratou de fazer justiça e iniciou o canto: “Ri-char-ly-son, Ri-char-ly-son…”. O jogador acenou de volta.

Postada na arquibancada laranja, atrás do gol para o qual o São Paulo atacou no primeiro tempo, a Independente tomou a iniciativa como um desafio e respondeu com hostilidade ao atleta: “Hey, Richarlyson, vai tomar no c.”. A agressão não tinha um motivo que a justificasse. Era gratuita.

Richarlyson rachou a torcida no Morumbi; em campo, foi mal de novo

Richarlyson rachou a torcida no Morumbi; em campo, foi mal de novo
Crédito da imagem: Vipcomm

O torcedor comum, na área azul, voltou a se manifestar. E também com cantos de baixo calão: “Independente, vai se f., o meu São Paulo não precisa de você.” Em menor quantidade, mas presente, os tricolores ocupantes das arquibancadas amarela (atrás do outro gol) e vermelha permaneciam calados.

Nova resposta da Independente: “Hey, azul, vai tomar no c., “Hey, azul, vai tomar no c.”. Uma enorme vaia estrondou no Morumbi, abafando a manifestação da organizada. Com a bola rolando, Richarlyson foi mal. Afobado como sempre, errou em demasia, principalmente no primeiro tempo. Irritou ‘azuis’ e ‘organizados’.

Após o apito final, a Independente voltou a se manifestar. “Hey, Richarlyson, vai tomar no c.”. Já dispersos, os ‘azuis’ ouviram a nova hostilidade, mas não se manifestaram. Dentro das quatro linhas, Richarlyson não tinha feito por merecer. Assim como não tinha o mínimo cabimento a agressão a ele, de novo, sem motivo algum, antes de a bola rolar.

Anúncios

Todos querem uma vaga

fonte: http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Times/Sao_Paulo/0,,MUL1462506-9875,00-PARA+RICHARLYSON+DISPUTA+POR+VAGAS+PODE+DEIXAR+UM+OU+OUTRO+DE+CARINHA+FEIA.html

Para Richarlyson, disputa por vagas pode deixar ‘um ou outro de carinha feia’

Volante do Tricolor diz que é normal qualquer jogador ficar insatisfeito por perder a titularidade, mas é obrigação respeitar o companheiro.

Bruno Miani/VIPCOMM Bruno Miani/VIPCOMM

Richarlyson diz que vai continuar lutando para ser titular

Nas três rodadas do Campeonato Paulista Richarlyson e Jean foram os únicos que começaram jogando em todas as oportunidades. Para a temporada de 2010, o São Paulo trouxe nove reforços, o que intensificará a briga pela titularidade. Segundo Richarlyson, essa condição causará incômodo em alguns atletas, mas é uma reação normal do ser humano.

Ano passado, a disputa entre os atacantes do time causou muita polêmica e rendeu situações de crise. Washington, Dagoberto e Borges tiveram de desmentir intrigas entre eles diversas vezes.

 – Todo jogador vai buscar o seu espaço. Claro que um ou outro vai fazer carinha feia, pois é normal do ser humano. Mas aqui no São Paulo essa busca de posição sempre aconteceu. O que importa é respeitar o companheiro. Trabalhar dentro de campo e mostrar para o Ricardo que temos condições de trabalho e eu vou lutar por isso – explicou.